quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Subsumida

(A Persistência da Memória - 1931 - Salvador Dali)
A distância
Levou a juventude
Findou namoros
Amores
Rapazes
Mas guardou tudo em mim
A vida restada
Quase convencional
Para sempre
Desmoronando
O errado e o certo dentro
Como pura desconstrução
E incompreensão das crises
Mas alguns olhos ainda me vem ver
As vezes furiosos
Outras amáveis
Alguns profundos
E aqueles tão rasos
Novatos em sacrifícios
Predispõem-me a por a vista deles
Pestanejando
Sedutores e seduzidos
Entre sins
Nãos
Despedidas
E Retornos

Nenhum comentário:

Postar um comentário