sábado, 15 de novembro de 2014

Velhas Correntes

(Harry Houdini - Mestre da Mágica - 1919)
Mantenho-as rente
Prendem-me
Como uma velha senhora
Impedem-me atravessar o pátio
Atualmente elas têm algo de seco e mal
Fazem-me parecer uma dessas estátuas derrotadas
Pela lepra do tempo
Cuja força está inerte
Nem viva
Nem morta
Desviada do momento original
Presa de inúmeros volumes
Pior que a poeira de um livro velho
Que alguém
Sem querer
Respira

Nenhum comentário:

Postar um comentário