domingo, 31 de maio de 2015

Partes Mínimas XLI

A tua letra acorda o mundo
Que dorme
E tu observas enquanto nos contorcemos sem cessar
Esta terra sugando a chuva
Que de escassa parece odiá-la
Às vezes a inunda
A mãe que prepara o alimento
Para filhos desnaturados
(Trans)Pirando pelo sol
Irmão que vigia a noite
O tempo todo para ti
Que é sinal de que tudo continua

Trinta e Um de Maio

Um comentário: