domingo, 17 de maio de 2015

Partes Mínimas XXVIII

Minha mente insana
Minhas palavras insanas
Meus gestos (in)contidos
E insanos
Perceptíveis apenas no desespero
Do meu pulso
Dezessete de Maio

Um comentário:

  1. No a de amor morder a fronha, insana é a insônia em que se sonha.
    GK

    ResponderExcluir