terça-feira, 30 de junho de 2015

Partes Mínimas LXXI

Ouço tolas sabedorias
Sobre a impossibilidade
De se perceber o real
Em sua totalidade
Sobre a verdade não existir
Por ser parcial
Sobre não sermos
Capazes de pensar
Por nós mesmos
Sobre estarmos
Destinados ao nosso fim
E dizem tudo isso
Como se fosse novo

Trinta de Junho

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Partes Mínimas LXX

Tempo
Não existe?
Mas,
Passado,
Presente,
E futuro
Sim?
Os saldos,
Negativos,
Estão sempre
À disposição

Vinte e Nove de Junho

domingo, 28 de junho de 2015

Partes Mínimas LXIX

Tua chuvência em mim
Ainda não cessou
Tua pluviosa presença
É uma ausência medonha
Inunda-me de dor

Vinte e Oite de Junho

sábado, 27 de junho de 2015

Partes Mínimas LXVIII

A minha maquiagem
Disfarça rugas
Imperfeições superficiais
A tua... Falseia-te
Em mim o colorido
É um adorno
Em ti a ‘sobriedade’
É uma afronta
Ao teu ser
Vinte e Sete de Junho

sexta-feira, 26 de junho de 2015

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Partes Mínimas LXVI

Entre sem bater
E não bata pra sair
É recomendável sutileza
Em ambos os casos

Vinte e Cinco de Junho

quarta-feira, 24 de junho de 2015

terça-feira, 23 de junho de 2015

Partes Mínimas LXIV

Ouvia música
Lia, escrevia
Respirava...
Tudo pensando em ti
Dei-me um tempo
Agora
Preciso de um momento
Só meu

Vinte e Três de Junho

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Partes Mínimas LXIII

Teu rosto tem sete faces
Ou mais...
Uma é bela
Outra horrenda
Para as outras tanto faz...

Vinte e Dois de Junho

domingo, 21 de junho de 2015

Partes Mínimas LXII

Caminho nas nuvens
Sob um céu azul
Que mudou meu tom
Estou
Literalmente
Fora do meu alcance
Vinte e Um de Junho

sábado, 20 de junho de 2015

Partes Mínimas LXI

De que me serve
Inventar novas palavras
Se você
Não as lê
Não as ouve
Não as pronuncia
Não se compromete
Ou se comove com elas?

Vinte de Junho

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Partes Mínimas LX

Quem é esta
Que caminha
Pés na terra...
Entre o eu
E o nós
Que não mais há...
Que desenha o dia
Nas nuvens
No mar...
Como se o sol
Ainda fosse brilhar?
Dezenove de Junho

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Partes Mínimas LIX

Não me importaria
Desequilibrar
Todo o sistema
Com arcaísmos
Neologismos
Estrangeirismos
Se qualquer deles
Conseguissem me alcançar
E me trazer para mim
Dezoito de Junho

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Partes Mínimas LVIII

Tudo
A distância é bonito
Microscopicamente é fascinante
E a olho nu...

Dezessete de Junho

terça-feira, 16 de junho de 2015

Partes Mínimas LVII

Tens nos olhos o que eu quero ver
O sorriso que só desejo
Em tua boca
E nas tuas mãos o único toque
Que me calaria...

Dezesseis de junho

domingo, 14 de junho de 2015

sábado, 13 de junho de 2015

sexta-feira, 12 de junho de 2015

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Partes Mínimas LII

Não me liberto dessa dor monótona
A ela me atei
A saber que estou viva
Morro...

Onze de Junho

quarta-feira, 10 de junho de 2015

terça-feira, 9 de junho de 2015

Partes Mínimas L

Cumpri a regra
Trabalhei...
Organizei...
Tudo limpo e terminado
Mais ou menos normal
Mais ou menos positivo e dentado
Os meus olhos
O teus
Não...
Mas
Os das gentes em volta
Continuam avermelhados

Nove de Junho

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Partes Mínimas XLIX

Estou...
Como cortinas que amaçam as portas
Que não as deixam respirar
Vigiando-as
De modo apressado
E aflitivo
Por conta do deslumbre
Que lhe provoca o espaço fora
Do seu encanto com a rua
Oito de Junho

domingo, 7 de junho de 2015

Partes Mínimas XLVIII

Esquecida de toda pressa
E excitação...
Que espécie de sentimento é este?
Pareço ser um criminoso
Sem culpa
Fingindo não estar em fuga
E não ter nada a temer
Mantendo a voz real baixa
Escurecendo uma presença incômoda
Que me habita
Absolutamente estranha
E necessária

Sete de Junho

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Partes Mínimas XLVI

Salvar agruras
Limpar pedras
Dissolver reflexões
Processar cores
Curvar volumes
Juntar ausências

Cinco de Junho

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Partes Mínimas XLV

Nós...
Verdes
Sangue...
Vermelho
Ar...
Infecto
Forma...
Espessa
Composição...
Morta

Quatro de Junho

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Partes Mínimas XLIV

Somos
Corpos divididos
Cabeças quentes
Tórax frios
E apêndices cefálicos ligados
Temos asas frágeis
E patas duras

Três de Junho

terça-feira, 2 de junho de 2015

Partes Mínimas XLIII

Sou pura razão
Dicotômica
Entre momentos
De puro racionalismo cartesiano
E genuínas emoções
Vária
Entre amar
Para sempre
E esquecer de uma vez por todas
Feliz 
Entre tristes esquecimentos
E boas e vãs lembranças

Dois de Junho

segunda-feira, 1 de junho de 2015